ep6 – Pizza e Privacidade

ep6 – Pizza e Privacidade

 
 
00:00 / 58:31
 
1X
 

Começamos por falar no “pizza day”, conhecido como o dia em que alguém pela primeira vez gastou Bitcoin num bem físico (neste caso 2 pizzas) e partilhamos as nossas experiências a comprar com crypto, tentando recordar a nossa primeira experiência.
De seguida discutimos a privacidade em crypto. Sendo o blockchain uma base de dados publica, partilhada e verificada por todos os que assim desejarem, obter privacidade pode ser uma verdadeira dor de cabeça!

[03:30] https://www.tripadvisor.pt/Attraction_Review-g274707-d2462331-Reviews-Absintherie-Prague_Bohemia.html
[04:00] https://www.tripadvisor.pt/Restaurant_Review-g189158-d7998294-Reviews-Tasca_Mastai-Lisbon_Lisbon_District_Central_Portugal.html

2 comments on “ep6 – Pizza e Privacidade

  1. Um senhor qualquer diz:

    Sigo o podcast e aprecio, mas, até agora, tive preguiça para comentar.
    Tudo isso muda agora. A minha primeira compra com cripto foi um produto da antiga União Soviética: um tanque.
    Devo acrescentar que, ao fim do sexto episódio, não vejo diversidade de género e tal coisa não é fashion (só digo isto, para que haja alguma maria capaz ou um diogo faro da vida a fazer algum tipo de reparo, gerando publicidade (já me estou a rir e ainda não houve piada, o que significa que estou a especular sobre a minha própria brincadeira, assim como demonstra aprendizagem de algo com este episódio))

    Um bem haja e que Satoshi vos abençoe.

  2. Expliquem-me lá como é possível identificar uma fracção de Bitcoin roubada que me tivessem enviado se esse Bitcoin misturado na minha carteira acaba por ser utilizado para minúsculas fracções. O bitcoin nao tem numero de serie como a moeda FIAT (notas). Uma nota de 500 euros não consegue ser retalhada em fracções de outros valores. Mas 500BTC numa carteira pode ser retalhado em fracções. Se eu pegar em fracções de uma BTC roubada, como vai ser possível identificar essa BTC roubada?
    Um exemplo: consigo comprar um produto que me custe 0.1BTC, os outros 0.9 não pode ser identificado como pertencendo à BTC roubada. Nesse sentido, considero que a fungibilidade em BTC existe sempre. O que se faz com essa moeda é outra coisa. O que eu poderei ter é o prejuizo de 1BTC numa exchange por não me aceitar esse valor rastreado, mas nao deixa de ser 1 BTC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *